terça-feira, 3 de novembro de 2009

Au Café de La Paix


Quarto e último dia em Paris com o grupo todo, havia chegado a hora do nosso grande jantar da Cave! É o seguinte: há 10 anos formamos em Paris um grupo de amigos para encontros mensais com o propósito de degustar vinhos e apreciar boas comidas! Então cada mês é a vez de um casal receber em sua casa, ficando responsável pelo cardápio sempre secreto e por um casal de convidados que não faça parte do grupo. Assim todos os meses a gente se encontra sempre com um casal novo (que para nós é mantido em segredo até a hora do jantar) e dá boas risadas se divertindo pacas na companhia dos melhores vinhos. E há dois anos começamos a pensar que seria maravilhoso passar o aniversário da Cave de 10 anos em Paris, onde a confraria nasceu, fazendo lá um jantar de sonhos.
Este dia havia chegado e para a ocasião escolhemos o Café de La Paix, um lindo e super tradicional restaurante que fica em frente à Operah Garnier! e no qual já estivemos algumas vezes, sempre um clássico, uma escolha sem erro.Olhem ele por dentro aqui:

Nossa mesa era composta de 9 lugares e destes, 4 escolheram participar de um menu degustação de 6 pratos o que tumultuou um pouco o serviço (a princípio negaram, só para a mesa toda o garçon me disse, mas insisti um pouquinho e com um pouco de beicinho consegui que servissem só pra gente)mas valeu a pena. Custava 79€ e com mais 49€ acertamos também uma degustação de vinhos combinando com os pratos. Vamos começar? Vem comigo:
Começamos com Crème de crustacé rafraîchie et king crabe, que traduzindo era um consomê de crustáceos e aquele carangueijo gigante que por aqui não existe.Este aqui:

Depois foi a vez da entrada que eu mais amo em terras parisienses, a terrine de foie de canard, que é um tipo de patê feito com o fígado de ganso ou do pato:

Com estes dois pratos, experimentamos um Gewurztraminer 2007 "Cuvée Théo", Domaine Weinbach, Colette Faller et Ses Filles, um branco.

Entradas saboreadas e aprovadas, recebemos os pratos principais. Primeiro: Colinot aux herbes, risotto et tomates confites. Tratava-se de um peixe com carne bem branca com a textura de um bacalhau fresco, com risoto em baixo e tomates. Bem gostoso!

Depois comemos um cordeiro, o agneau en deux façons e légumes confits aux épices, que era feito em duas maneiras, assado e grelhado. Bom. Não especial, mas bom!


Para acompanhar os pratos, tomamos um Viognier 2006 "Mac Manis", da Califórnia, um branco e depois um Hermitage 2002 tinto!

Daí, recebemos uma seleção de queijos franceses tipo camembert,brie e mais um do tipo azul, com um pedaço de figo seco para combinar...


E pra terminar, comemos uma sobremesa que tinha o charmoso nome de Déclinaison Autor de La Pomme, que se tratava de uma sobremesa à base de maçã, uma torta deliciosa com inspiração tatin e um sorbet bem leve. Muito, muito bom!

Tomamos um Carmenere 2006 chileno tinto, com os queijos e com a sobremesa.

E aí vai a foto do grupo todo do nosso jantar:

Da esquerda em primeiro plano, para a direita: meu marido Zé, eu, Camila e Rodrigo Leite, Ricardo e Karina Santos e Beto e Ivana Bordalo. Faltou a Hana Brito que foi quem tirou a foto. Hana, não fica triste que a tia bota uma foto sua também, óaki:


Próxima etapa: Bordeaux...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget