quarta-feira, 24 de março de 2010

Restaurante Maní em São Paulo




Esta semana fui até São Paulo para assistir ao show do BB King lá na Via Funchal e aproveitei para fazer algumas incursões gastronômicas pela cidade.
A primeira foi no restaurante Maní, da modelo/atris/apresentadora Fernanda Lima. Já havia lido que a chef Helena Rizzo estava batendo um bolão e fui conferir. Chegamos eu e meu marido para o almoço, onde tinhamos conbinado de nos encontrar com mais um casal de amigos e o filho deles. O restaurante estava lotado como era de se esperar para uma sexta-feira e tivemos que esperar num confortável e enorme banco muito bem aproveitado dentro do enorme corredor que liga a porta de entrada ao restaurante de fato. O ambiente era muito iluminado, predominantemente branco, lembrando as boas pousadas chiques de Búzios, bem informal. Informalmente chique sabe? E enquanto esperava e comia deliciosos bolinhos de quinua acompanhados de uma inusitada e saborosa geléia de aipo,via a mulherada chegar para se juntarem às amigas que já se sentavam às mesas do lugar. Primeira impressão,então: a mulheres adoram o lugar. Gente, não estou de brincadeira, parecia uma convenção de bolsas Chanel, de todos os modelos, cores e tamanhos. Minha Vuitton ficou um pouco humilhadinha e tratei de deixá-la no hotel depois...Sabe o tipo de mulher que parece que pegou o primeiro kaftan que viu no armário, deu só uma ajeitadinha no cabelo e saiu maravilhosamente linda? Pois é, é esse o tipo de frequentadora da casa. Também, a dona é, volto a falar, a Fernanda Lima né? Vai que o Rodrigo Hilbert dá pinta por lá...
Quando finalmente sentamos e nossos amigos chegaram, pedi um drink, de champagne com frutas vermelhas e pude ver o cardápio. Tudo muito diferente, alimentos orgânicos e nomes curiosos.
Pedi de entrada um ovo, cozido em baixa temperatura por duas horas, com trufas negras. Nem preciso dizer o quanto estava delicioso!
De prato principal, um gnocchi de mandioquinha com pesto de azedinha e pignoles tão perfeito que desmanchava na boca. E como sobremesa, fui de ovo outra vez, a foto juro que não faz juz ao prato, mas era um sorvete de gemada acompanhado de uma mousse de côco de babar!

O único ponto negativo é que o paulista está com mania de europeu e adooora passar calor, então em pleno final de verão apenas um ar condicionado ligado não dava vencimento para quem, como eu, não dispensa um vinhozinho. E senti este calor em vários lugares...
Ainda assim, valeu muito à pena!
Ocorreu um erro neste gadget