quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Dica Número Dois: Escolhendo os Docinhos do Casamento.

Oi gente!
Esta semana o blog andou mais devagar, confesso que com as últimas notícias da semana sobre essa tragédia de Santa Maria me deixou sem vontade de falar de nada... Mas a vida continua e agora o que todos temos que fazer é rezar por eles, para aqueles que ainda estão internados lutando por suas vidas e cobrar das autoridades que cumpram com rigor as fiscalizações e dos donos das casas noturnas que cumpram também as regras de segurança, para o bem de todos.
Mas vamos lá...
Semana passada eu escrevi sobre dicas para escolher bolo de casamento, agora vou escrever sobre como escolher doces e caixetas, respondendo as principais perguntas que aparecem lá no atelier.
Escolhendo os doces do casamento:

Quantos doces eu preciso colocar na minha festa?
Depende! Se a festa vai ter sobremesas de buffet, eu conto de 6 a 8 doces por pessoa. Se não tem sobremesas, de 9 a 11 por pessoa. Me perguntam com frequência se eu realmente acho que todas as pessoas vão comer cada uma este mínimo de seis doces. Respondo que uns vão comer menos, outros vão comer mais, mas certamente este número sairá da mesa de doces, já que o que normalmente acontece é que as pessoas se dirijam até ela com um pratinho onde colocam o máximo de doces que conseguem sem nem saber se vão dar conta. É o famoso "trouxe para a mesa toda" que a maioria faz...

Preciso comprar forminhas de doces daquelas mais bonitas ou eles podem ir em caixetinhas de papel?
Depende da decoração, mas em geral, uma mesa fica muito mais bonita com essas forminhas mais encorpadas. Hoje em dia o mercado está repleto de opções, e existem preços condizentes com quase todos os bolsos. Lá no nosso atelier nós fabricamos um tipo de forminha que é um meio termo, porque ela é feita de papel mas nos mesmos moldes das de tecido, ficam lindas na mesa, são bem cheias e fazem a maior vista, então a noiva pode misturar com as de tecido que assim ela vai ter uma mesa linda e em conta. No entanto, mesas sem forminhas também ficam lindas se os noivos optarem por uma decoração mais moderna e clean. É só caprichar no visual dos doces!

Mesa de doces com forminhas.

Outro exemplo de mesa de doces com forminhas

Aqui uma mesa sem forminhas

Sem forminhas e ainda assim, linda!



Como é uma mesa de doces ideal?
Uma mesa de doces ideal é aquela que contempla vários gostos e que reúne sabor e beleza. Quando começo a falar sobre os doces de casamento da noiva, eu sempre inicio perguntando qual o doce que ela mais gosta. Depois eu vou colocando aqueles tradicionais, que não podem faltar pois agradam os mais novos e os mais velhos, como brigadeiros, casadinhos, quindins, etc... E daí, passo para os chocolates e doces finos, sempre observando para que a mesa tenha sabores variados e não repetitivos. Acho que esse equilíbrio torna uma mesa de doces irresistível!

Variedade é o segredo de uma boa mesa de doces.

Posso pedir para fazer uma degustação de doces nos locais onde penso contratar?
Claro que pode, a maioria tem este serviço. No nosso atelier funciona assim: na primeira visita eu converso com a noiva e ela me diz o que gosta, quais os sabores e vamos montando a mesa com as sugestões que eu dou e que ela trás. Daí depois marcamos uma degustação personalizada, baseados no que ela quer ter no casamento dela. Colocamos sempre alguns sabores a mais, para que, caso na hora da prova se ela não se agradar de um, possa trocar por outro.

Nas versões para casamento, o nosso brigadeiro pode vir repaginado, ganhando "roupa de festa", como essa hóstia de açúcar em cima!

Minha familia vem da França, posso ter doces que lembrem esse país?
Muitas vezes recebemos noivas com o desejo de ter doces no casamento que sejam típicos de algumas regiões do país ou do mundo, homenageando suas raízes ou mesmo um lugar que elas amem. È aí que entra o nosso trabalho de pesquisa. Mesmo que não tenhamos no nosso mix normal esses doces, procuramos receitas, testamos e colocamos no casamento dessas noivas, esses doces mais especiais: macarons e petit tartes em festas francesas, toucinho de céu em festas portuguesas, mini Souza Leão em festas pernambucanas e por aí vai... Acho muito importante que a mesa dos doces tenha sempre o perfil de quem está casando.

Os macarons franceses entraram de vez no nosso mix de doces.

Espero que tenham gostado e que mais uma vez esse post tenha ajudado a tirar algumas dúvidas sobre essa questão tão difícil de escolher os doces das suas festas. E não esqueçam de pedir a equipe que escolher, que separe numa caixa alguns doces que lhe serão entregues pela sua cerimonialista no final das suas festas, para que assim vocês possam aproveitar os docinhos na lua de mel.
Beijos e até o próximo post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget